27 de setembro de 2019

Declaração política sobre Cobertura Universal de Saúde foi aprovada em Assembleia Geral da ONU

Autor: Equipe de Redação


A declaração política “Cobertura Universal de Saúde: caminhando juntos para construir um mundo mais saudável” foi aprovada por aclamação durante a 74º Assembleia Geral da ONU. Discutido em Reunião de Alto Nível sobre Cobertura Universal de Saúde, no dia 23 de setembro, o documento aprovado foi considerado “o acordo mais abrangente já alcançado sobre saúde global” pelo secretário-geral da ONU, António Guterres.

 

A declaração reafirma o direito de todo ser humano ao mais alto padrão possível de saúde física e mental, sem distinção, reconhece a cobertura universal como fundamental para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e a Atenção Primária à Saúde (APS) como pedra angular de um sistema de saúde sustentável (saiba mais aqui).

 

O debate sobre cobertura universal de saúde foi analisado por alguns pesquisadores (veja aqui e aqui) e será tema de discussão em evento proposto pelo Observatório de Análise Política em Saúde (OAPS), Centro Brasileiro de Estudos de Saúde (Cebes), Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e Organização Pan-Americana da Saúde (Opas/OMS).

 

Também no âmbito da Reunião de Alto Nível, a Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou um relatório que evidencia a necessidade de aumentar a cobertura de saúde até 2030, priorizando a atenção primária. O relatório destaca que os países devem aumentar os gastos com atenção primária à saúde em pelo menos 1% de seus produtos internos brutos (PIB) para eliminar lacunas “gritantes” de cobertura e proteger as pessoas de dificuldades financeiras por gastos com saúde.



555 views
comentários
compartilhar

Não existem comentários!

Postar um comentário


Antes de postar, por favor, leia nossos termos de uso.




Li e concordo com os termos de uso.

Termos de uso para publicação de comentários nos sites do OAPS e CDV


Estes são os termos de uso que orientam nossa relação no site Análise Política em Saúde, especialmente no espaço destinado a comentários. A leitura destas diretrizes é fundamental para compreensão da proposta deste espaço de discussão.


O espaço para comentários está destinado exclusivamente ao compartilhamento de informações, experiências e dúvidas, além de análises e reflexões críticas sobre temas relacionados ao objeto do Projeto Análise de Políticas de Saúde no Brasil (2013-2017), conforme disposto em documento disponível para consulta e download aqui http://www.analisepoliticaemsaude.org/oaps/quem-somos/apresentacao.

Todos os comentários passam por um processo de moderação antes da publicação com o objetivo de verificar a adequação aos seguintes termos de uso:

Não serão permitidos comentários que divulguem ou incentivem a) ações ou ideias discriminatórias em razão de raça, gênero, orientação sexual, religião, crença, deficiência, etnia, nacionalidade ou condição social; b) desrespeito à Legislação Brasileira; c) assédio, perseguição, ameaças, intimidações ou chantagem a terceiros; d) spams, conteúdos promocionais e mensagens com fins comerciais ou publicitários; e) materiais com vírus, dados corrompidos, ou qualquer outro elemento nocivo ou danoso; f) violação de propriedade intelectual ou industrial de terceiros. São expressamente proibidos comentários com palavrões ou qualquer tipo de linguagem ofensiva e/ou obscena.

Instituto de Saúde Coletiva • Universidade Federal da Bahia • Rua Basílio da Gama, s/n • Campus Universitário do Canela • 40.110-040 • Salvador-Bahia • +55 71 3283-7441 / 3283-7442
© 2020 Observatório de Análise Política em Saúde. Todos os direitos reservados.