08 de maio de 2017

3º CPPGS: Encerramento é marcado por debate sobre o evento e aprovação da Carta de Natal

Autor: Equipe de Redação com informações do Portal Abrasco


Com um total de 1988 inscritos e mais de 2 mil pessoas presentes, o 3º Congresso de Política, Planejamento e Gestão em Saúde (3º CPPGS) da Abrasco – Associação Brasileira de Saúde Coletiva foi encerrado no dia 04 de maio, após um dia de pré-congresso na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e três dias de programação intensa no Centro de Convenções de Natal (RN). A solenidade de encerramento contou com a apresentação de documentos à plenária, incluindo a declaração final do congresso, a Carta de Natal.

Aprovada por aclamação, a Carta de Natal reafirma o compromisso dos/as participantes do congresso com a defesa do Sistema Único de Saúde (SUS) e destaca seu posicionamento diante do cenário brasileiro, chamando a atenção, entre outras questões, para a falta de recursos financeiros para o SUS e a luta contra a desconstrução de políticas de direitos sociais no país. Também sinaliza as direções do projeto político defendido: garantir financiamento adequado para o SUS e para as políticas sociais; realizar ampla reforma do modelo de gestão pública, avançando no sentido de torná-la republicana e democrática; consolidar e estender modelo de atenção inspirado na tradição consolidada dos sistemas públicos de saúde universais e igualitários.

 

"Conclamamos, por fim, as usuárias (os) do SUS, os dois milhões de trabalhadores e gestores do SUS e todos os comprometidos com a Reforma Sanitária Brasileira a lutar solidariamente contra o atual estado de exceção e em defesa da democracia, no sentido de superar este momento de acirramento das desigualdades, cisão da sociedade, violações de liberdades, ódios e preconceitos”.

Leia a carta na íntegra aqui

 

Também foram aprovados os documentos “Saúde é uma escolha política – nota de posicionamento do GT Promoção da Saúde e Desenvolvimento Sustentável (GT PSDS/Abrasco)”; “Carta Aberta da Abrasco Jovem no III Congresso de Política”, e “Moção de Repúdio à Política do Ministério Público e do Juizado de Infância de Belo Horizonte de separação forçada de bebês de suas mães em situação de vulnerabilidade”.

A cerimônia contou ainda com uma homenagem ao pesquisador Nelson Rodrigues pelo papel no movimento da Reforma Sanitária Brasileira e com a apresentação dos novos coordenadores da Comissão de Política, Planejamento e Gestão da Abrasco (CPPG/Abrasco): Eduardo Levcovitz (IMS/Uerj), Tadeu Costa (UFMA) e Rita de Cássia Lima (UFES).

Na discussão sobre a realização do evento, congressistas debateram questões como o grande número de mesas compostas exclusivamente por homens nos debates e mesas-redondas, a necessidade de avaliar o apoio da Abrasco para participação de estudantes no evento e a importância dos integrantes do movimento da Reforma Sanitária prepararem um documento voltado para as eleições de 2018. Na conclusão da solenidade, o presidente da associação, Gastão Wagner (Unicamp), destacou a extensão do congresso – “Fizemos um congresso o dobro do anterior e com metade dos recursos” – e anunciou que a quarta edição, prevista para 2020, será realizada em São Paulo.  

Confira a cobertura do 3º CPPGS realizada pela equipe do OAPS:

 

3º CPPGS: Pesquisadores/as debatem estratégias de diálogo com a população na luta pelo direito à saúde
3º CPPGS: Experiências e desafios do Observatório de Análise Política em Saúde são tema de mesa redonda
3º CPPGS: Riscos da relação com setor privado na saúde são discutidos em debate
3º CPPGS: Em tempos de crise, defesa da universalidade passa por autocrítica corajosa da RSB
3º CPPGS: Radicalização e ousadia na construção de nova agenda de enfrentamento dão tom à abertura
3º CPPGS: Mesa-redonda debate capitalismo, empresariamento da saúde e o futuro do SUS
Trabalho e Educação na Saúde são tema de 1º Simpósio Internacional realizado em Natal



366 views
comentários
compartilhar

Não existem comentários!

Postar um comentário


Antes de postar, por favor, leia nossos termos de uso.




Li e concordo com os termos de uso.

Termos de uso para publicação de comentários nos sites do OAPS e CDV


Estes são os termos de uso que orientam nossa relação no site Análise Política em Saúde, especialmente no espaço destinado a comentários. A leitura destas diretrizes é fundamental para compreensão da proposta deste espaço de discussão.


O espaço para comentários está destinado exclusivamente ao compartilhamento de informações, experiências e dúvidas, além de análises e reflexões críticas sobre temas relacionados ao objeto do Projeto Análise de Políticas de Saúde no Brasil (2013-2017), conforme disposto em documento disponível para consulta e download aqui http://www.analisepoliticaemsaude.org/oaps/quem-somos/apresentacao.

Todos os comentários passam por um processo de moderação antes da publicação com o objetivo de verificar a adequação aos seguintes termos de uso:

Não serão permitidos comentários que divulguem ou incentivem a) ações ou ideias discriminatórias em razão de raça, gênero, orientação sexual, religião, crença, deficiência, etnia, nacionalidade ou condição social; b) desrespeito à Legislação Brasileira; c) assédio, perseguição, ameaças, intimidações ou chantagem a terceiros; d) spams, conteúdos promocionais e mensagens com fins comerciais ou publicitários; e) materiais com vírus, dados corrompidos, ou qualquer outro elemento nocivo ou danoso; f) violação de propriedade intelectual ou industrial de terceiros. São expressamente proibidos comentários com palavrões ou qualquer tipo de linguagem ofensiva e/ou obscena.

Instituto de Saúde Coletiva • Universidade Federal da Bahia • Rua Basílio da Gama, s/n • Campus Universitário do Canela • 40.110-040 • Salvador-Bahia • +55 71 3283-7441 / 3283-7442
© 2017 Observatório de Análise Política em Saúde. Todos os direitos reservados.